Home Office

[EMA] - Home Office

Caramba, só se fala em home office.

Hoje as estatísticas não são das melhores. Temos muita gente descontente com o emprego e procurando alternativas. Sem contar com o índice de mais de 70% dos universitários que dizem querer montar seus próprios negócios.

Mas o que tem feito esse povo querer mudar? O que eles buscam? Como deixar o funcionário mais satisfeito e produtivo?

Bom, na sua grande maioria, o problema não é salário. Talvez isso seja um bom começo. Apesar de nossas rodas de amigos só falarem em dinheiro, é provado via pesquisa que salário é motivacional por um curto período de tempo, algo em torno de 3 meses. Depois disto, volta o desespero.

Benefícios, estes sim estão fazendo uma grande diferença. Como dono de pequena empresa, posso dizer que estes são um grande desafio, é necessário muita rentabilidade para que possamos gerar diferenciais aos colaboradores.

E um dos grandes benefícios hoje discutidos é a maleabilidade de horário que vem conjugado com o trabalhar em casa, o conhecido home office.

Existem casos que isso é impossível de acontecer, como, por exemplo, profissionais que trabalham na produção de uma indústria. Outros casos, como, atendente de telemarketing, é totalmente viável, desde que a tecnologia permita.

Home Office para que começa empreender é quase que uma realidade 100%, compra-se um computador, habilita-se uma linha de telefone ou celular e pronto. Só começar trabalhar. Eu conheço vários assim.

Agora quando já se está em uma organização isso se torna um pouco mais trabalhoso. É uma luta conseguir mudar o sistema.

Faça uma conta comigo. Você demora 2h para ir trabalhar e 2h para voltar. Pode ser de carro ou ônibus. Ainda passa aproximadamente 8h na empresa. Ou seja, mais 50% do seu tempo apenas para seu deslocamento.

Por que temos dificuldade de empresas não conseguirem ver um detalhe tão simples?

Bom, aqui entram várias coisas. Responsabilidade e comprometimento é uma delas. Nossos profissionais no Brasil ainda não se deram conta que precisam trabalhar e dar resultado. Que a vida profissional não é apenas bônus, temos também o ônus.

Vejo profissionais querendo receber seus direitos e esquecendo de cumprir seus deveres. Construir um bom histórico para depois pleitear um novo estilo de trabalho.

Isso é regra? Não. Eu tenho um exemplo muito bom nisso. Contratei um prestador de serviço na área de desenvolvimento. Ele possui uma empresa. Nos vimos pouquíssimas vezes, tudo é feito pelo skype e uma planilha de controle. E funciona muito bem.

Agora, até chegar neste estágio eu testei vários, e nem sempre foi assim.

Então qual é minha sugestão? Se você é a empresa, teste. Coloque regras que vai achar o caminho. Quanto mais detalhado o que precisa, melhor.

Se você é o profissional, temos 2 caminhos. Primeiro entrar em uma empresa que já possua esta filosofia de trabalho. Segundo, mostrar trabalho e conquistar este posto.

Ter mobilidade é muito bom. Eu recomendo. É mais qualidade de vida. É mais tempo com a família, é viver. Agora, é necessário um senso de responsabilidade e comprometimento para que as coisas funcionem.

Mãos à obra!

Abraços e até mais!

Você Pode Gostar Também

Sobre o Autor: Emerson Almeida

Sou Emerson Almeida, casado com Vanessa Almeida, uma Mulher Espetacular, Amo Ler, Estudar, Viajar, Cozinhar e, Aproveitar a Vida. Temos um filho chamado Eric. Sou Fascinado pelo Conhecimento e Amo Compartilhar com aqueles que querem Aprender sempre mais. Aqui vou te Ensinar a descobrir o seu ‘Por quê’ ao Empreender. Entender seu objetivo, gerar lastro e construir um Propósito que gere mudança no mundo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Arte de Empreender